A real de (tentar) trabalhar na Alemanha

Oi gente,

Tudo bem com vocês?

Pensando em cair de paraquedas na Alemanha para tentar achar seu primeiro emprego?

Pois então, não venha!

Não venha sem experiência e não venha sem domínio avançado de inglês E/OU alemão. (Claro que se for pra dar aulas de português não necessariamente precisa de inglês e/ou alemão ótimos, mas caso não seja esse seu sonho…)

Se você quer vir para trabalhar na sua área, ganhar experiência pro currículo e porque não em euros, então venha com uma bagagem boa! Sinceramente, poupe dinheiro e junte experiências e cartas de recomendação antes de vir.

Uma reportagem no site da Deutsche Welle sobre a procura de emprego pelo estrangeiro recém graduado (formado na Alemanha) relata que “três em cada dez graduados disseram ter levado mais de um ano para achar um emprego adequado, enquanto mais de 10% permaneceram desempregados”. Imagina chegar aqui de supetão? Pode dar sorte? Pode! É certo que em 6 meses com o visto alemão para procurar emprego será possível achar um bom emprego na Alemanha? Não! (Como peguei o visto de procura de emprego na Alemanha aqui)

Além disso, um fator crucial que poucos lembram é que o salário tem que ser bastante alto para conseguir o Blue Card (para trabalhar em toda a UE) como está bem descrito aqui. O trabalhador estrangeiro precisa receber no mínimo 47.600€/ano (em 2015) em áreas que não se tem alta procura por empregados e 37.400€/ano (em 2015) para áreas com alta procura por profissionais altamente qualificados de TI, saúde, ciências naturais e matemática.

Lembrando que para profissões regulamentadas há a necessidade do reconhecimento do diploma (pedir a Berufserlaubnis para o Regierungspräsidium -para bacharelado- ou Kultusministerium – para licenciatura), caso o trabalho seja como responsável técnico, trabalho com o público de saúde, sala de aula, área jurídica, etc. (Vídeo sobre reconhecimento de profissão regulamentada aqui). Link para o site que mostra as profissões regulamentadas na Alemanha aqui.

Até hoje eu não soube de ninguém que tenha tirado esse visto de procura de emprego sendo recém-formado e tenha conseguido um trabalho com o salário adequado e em menos de 6 meses. Escreva nos comentários sua experiência, caso você tenha tido esse visto.

Faça o teste da migração para saber se você pode tentar receber um visto de trabalho: MigrationCheck

Outra possibilidade além do Blue Card é o visto de trabalho apenas para a Alemanha, mas cujo salário mínimo exigido também é bastante elevado. O que sei sobre documentos para o BlueCard é que tem que ter o curso e universidade reconhecidos na lista do Anabin ou ter equivalência feita pelo ZAB + contrato de trabalho com o valor do salário + autorização de trabalho pela ZAV + seguro-saúde alemão. (Como fiz minha equivalência pelo ZAB aqui)

Não quero desanimar ninguém, mas mostrar o outro lado da moeda. Pés no chão galera!

Playlist sobre entrevista de emprego e trabalho na Alemanha.

Uma dica de um membro de um grupo de brasileiros na Alemanha que conseguiu o Blue Card é o aconselhamento e ajuda de despachantes que fazem o contato entre o empregador, o futuro empregado estrangeiro e os setores públicos responsáveis pela liberação da vaga de trabalho para o estrangeiro. Até onde me lembro dos estágios que fiz na Alemanha (estrangeiro só pode fazer até 2 estágios privados), temos que ter autorização do ZAV (Zentrale Auslands und Fachvermittlung) para trabalharmos na Alemanha. “Por que você, empresa na Alemanha, quer contratar um estrangeiro e não um alemão ou outro cidadão europeu ou quem já tem permissão de trabalho? Qual será o salário desse estrangeiro?”

Depois de toda a documentação pronta, inclusive seguro-saúde alemão, pode-se entrar com a papelada para o visto de trabalho (que é tirado no país de origem para quem não fez o curso na Alemanha, a não ser no caso de quem já tem o visto de procura de trabalho chamado Visum zur Arbeitsplatzsuche ou em outros casos excepcionais – se o funcionário público do Departamento de Imigração for com a sua cara).

Se tiver o visto de PROCURA de emprego (Visum zur Arbeitsplatzsuche) não pode trabalhar sem antes tirar o VISTO DE EMPREGO.

O visto de procura de emprego é apenas uma autorização para procurar emprego por 6 meses estando na Alemanha, apenas isso.

Não desanimem, mas tentem otimizar tempo e dinheiro!!! Venha preparado.

É um choque, um balde d´água na cabeça para muitos, mas acredite, melhor assim. Quanto mais cedo acordar, melhor. Venha, mas não venha como uma carroça disputar com Porsche! Venha com força de BMW, Audi, Mercedes ou, no mínimo de Volkswagen. (Isso é uma metáfora!)

Aqui não terão dó do estrangeiro procurando emprego.

Você será mais um entre milhares nessa fase de desemprego no exterior. Esteja ciente disso! Tenha plano A, B, C,…Z! Força, planejamento, ação e pé no chão!

Abraços,

Back

PS: Por experiência própria, acho mais fácil conseguir estágio do que emprego. Estagiário é trabalhador barato! (Tem que tirar o visto de estágio no país de origem) (consegui mandando currículo online do Brasil para empresas alemãs) (minha playlist com vídeos sobre trabalhar na Alemanha aqui)

PS2: Você vai cair pra trás quanto receber o primeiro contracheque com os impostos descontados quando começar a trabalhar (estagiário estudante não tem impostos descontados). Outro dia eu escrevo sobre isso. Veja AQUI a playlists de documentos incluindo contrato de trabalho, impostos, seguro-desemprego, etc.

PS3: Aconselhamento sobre profissão na Alemanha aqui.

Leia a continuação desse post: https://backpackingalone.wordpress.com/2015/06/26/como-voce-responderia-trabalho-na-alemanha/

Bibliografia:

Informações sobre o Blue Card (em inglês): http://www.brasil.diplo.de/contentblob/4390918/Daten/4916490/blaueKarteInfo.pdf

Perguntas mais frequentes sobre Blue Card (em inglês):

http://www.bamf.de/EN/Infothek/FragenAntworten/BlaueKarteEU/blaue-karte-eu-node.html

ZAV (Zentrale Auslands und Fachvermittlung) (em alemão):

http://www.arbeitsagentur.de/web/content/DE/service/Ueberuns/WeitereDienststellen/ZentraleAuslandsundFachvermittlung/Arbeit/ArbeiteninDeutschland/index.htm

ZAB (Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen) (em alemão):

http://www.kmk.org/zab/unsere-aufgaben.html

ANABIN (em alemão):

http://anabin.kmk.org/

Reportagem da Deutsche Welle (Alemanha sofre êxodo de estudantes internacionais):

http://www.dw.com/pt/alemanha-sofre-%C3%AAxodo-de-estudantes-internacionais/a-18518475

Despachante recomendada em um grupo de brasileiros na Alemanha:

“A Barbara tem longa experiência em resolver vistos, principalmente na área de TI. Aqui o contato dela:

Barbara Rietzsch M.A.
Betriebswirtin BAA

Dachauer Straße 99a / Gartenhaus
80335 München / Germany

phone: 0049-89-2351 5795
phone: 0049-89-2322 5891
mobile: 0049-178-34 13 784
info@visa-and-expats-consulting.de

http://www.visa-and-expats-consulting.de/

Dicas pelo blog Brasileiras pelo Mundo (Alemanha – Morar legalmente através de trabalho e estudo por Allane Milliane)

http://www.brasileiraspelomundo.com/alemanha-morar-legalmente-atraves-de-trabalho-e-estudo-311515569

Meu canal no YouTube (Backpackingalone):

https://www.youtube.com/user/backpackingalone

Alguém RECÉM-FORMADO com BACHARELADO que está lendo esse post conseguiu emprego na área do diploma brasileiro em menos de 6 meses sem “Vitamin B” (contatos, network, mãozinha, empurrãozinho) na base da entrevista na Alemanha e sem cidadania europeia? Conta nos comentários do blog como foi e o que fez a diferença! Bjs (estou na busca dessa jóia rara para relatos inéditos: o que come? Onde vive? O que faz?)

Apresentação da playlist Confissões de Expatriada:

Recém-formado com bacharelado brasileiro na Alemanha:

Autorização para trabalhar na Alemanha pela ZAV:

Sobre Raquel Carvalho (Backpackingalone)

I am a brazilian pharmacist, blogger, vlogger, traveller now living in Germany.
Esse post foi publicado em ALEMANHA, Reconhecimento de Diploma, Trabalhar e marcado . Guardar link permanente.

83 respostas para A real de (tentar) trabalhar na Alemanha

  1. Fabricia Carvalho disse:

    Oi Raquel! Ótimo texto! Precisamos estar bem conscientes mesmo..

    Se me permitir, gostaria de perguntar 3 coisas com relação a esse tema:

    1. Meu marido é cidadão europeu (português), sei da facilidade pra ele trabalhar ai, mas e eu? Só com o visto de permanência que receberei terei liberdade para trabalhar?
    2. Aquele valor de Health Insurance descontado em folha já seria o seguro saúde público (pra quem tem direito a ele é claro)? Ou tem q pagar mais algo por fora?
    3. Como os empregadores verificam a experiência que colocamos no currículo? Só com carta de referência? Aqui no Br é olhando a carteira de trabalho né, aí fiquei com essa dúvida.

    Bjoos

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Fabricia! Obrigada!
      1- Vc como mulher de europeu pode trabalhar na Alemanha.
      2- O valor descontado em folha já desconta o seguro-saúde. Todo mundo que trabalha na Alemanha tem que paga seguro-saúde, para tal tem que ter um número do seguro e entregar para o empregador. Já fiz um vídeo sobre isso há algum tempo, mas ainda não editei e postei.
      3- Verificam pelas cartas de recoemndação.
      Bjaaaao

      Curtir

  2. Pingback: Como você responderia? – Trabalho na Alemanha | Backpackingalone ;Dicas de Intercâmbio – Versão Viver na Alemanha

  3. Layla disse:

    Oi , queria saber se posso tentar o visto de trabalho e estudante estando morando na Alemanha ou preciso voltar ao Brasil para isso? Obrigada

    Curtido por 1 pessoa

  4. Herr M. disse:

    Não me desanima 😦 kkkkkkkkkkkkk
    Sou engenheiro e estudo alemão a quase 3 anos e ainda sonho com uma vaga em alguma empresa alemã, mas a realidade é cruel 😦

    Curtir

    • Continue tentando e estudando alemão e trabalhando e juntando cartas de referência que uma hora vinga! É meio phoda mesmo.. sei bem. Mas engenharia e TI costumam ser áreas melhores que de biológicas, saúde e humanas, principalmente porque não precisa fazer prova de reconhecimento. Conhecimento de novas tecnologias e experiência de trabalho contam muito! Continua tentando e se aperfeiçoando. Bjs

      Curtir

      • Daiana Fritzen disse:

        Olá! Parabéns e obrigada pelas valiosas informações. Já pesquisei mas não encontrei nada mto concreto a respeito do trabalho com procedimentos estéticos
        Sou farmacêutica e estou me formando na área de estética. Meu namorado recebeu proposta de trabalho pra Berlim, com visto permanente pra ele e cônjuge. Será que é um mercado com grande demanda na Alemanha e se há alguma exigência específica de formação pro trabalho em estética?

        Curtir

      • Oi Daiana,
        Que eu saiba não há pós graduação específica para farmacêuticos na Alemanha, então não sei te responder se vc deveria procurar a Ordem dos Farmacêuticos (Pharmaziekammer) ou o Conselho Regional (Regierungspräsidium) para trabalhar com estética, mas talvez precise consultar o Conselho Regional voltado para medicina se vc aplica algum tipo de injeção. Também fiquei curiosa. O que vc faz em estética?

        Curtir

      • Esteticista tem um curso na Alemanha para se tornar Kosmetikerin.

        Curtir

  5. Pingback: Reconhecimento e equivalência de diploma na Alemanha – Anerkennung in Deutschland | Backpackingalone ;Dicas de Intercâmbio – Versão Viver na Alemanha

  6. Pingback: Visto para procurar emprego na Alemanha – Visum zur Arbeitsplatzsuche | Backpackingalone ;Dicas de Intercâmbio – Versão Viver na Alemanha

  7. Breslau disse:

    Boa noite Raquel,

    Eu tenho cidadania Alemã, e estou pensando em ir para lá em Janeiro 2017, pra dar uma sondada em empregos e talvez, levar minhas filhas e esposa posteriormente. Sou Tradutor formado e professor de Inglês e Alemão básico. Tenho um sobrinho morando em München mas sei que lá o custo de vida é altíssimo. Estava pensando em algo na área de Berlin, o que vc sugere?

    Curtido por 1 pessoa

  8. Milton Dattein disse:

    Meu nome é Milton
    wivo a 25 anos na Alemanha,
    Estou a recrutar para Clínicas e Hospitais em toda a Alemanha, enfermeiros/as com algum domínio da lingua Alemã.

    Somos uma empresa a nível internacional com sede em Braga Portuga e na Alemanha.

    Já há mais de 10 anos que trabalhamos com hospitais e clínicas na Alemanha no âmbito de os ajudar a encontrar pessoas qualificadas.
    A PPA não é uma empresa de trabalho temporário.

    O candidato(a) será admitido(a) com um contrato efectivo, segundo o tarifário alemão para estas instituições.

    A mediação é gratuita para o candidato(a).

    Procuramos sempre pessoas, no regime de trabalho com contrato efectivo.

    Enfermeiros/Enfermeiras com Alemão Basico, no minimo B2

    Para trabalhar em hospitais e clínicas da Alemanha

    No novo começo na Alemanha, apoiamo os Candidatos em conjunto com a devida instituição ajudamos os em todo o procedimento obrigatório para o reconhecimento do seu quadro profissional.

    Também ajudamos na procura de alojamento, na inscrição do seguro junta a( KKH weja abaixo) de saúde e na abertura de uma conta bancária.

    Fornecemos ainda informações sobre empresas de telecomunicações e os endereços de serviços importantes.

    A nossa intenção é a de que se acostume rápido e que se sinta bem na Alemanha. Durante as primeiras semanas será apoiado pela pessoa responsável para Brasileiros, ajudá-lo-á em todas as suas dúvidas e problemas.

    Se estiver interessado, entre em Contato com Miton Dattein . Para mais informações pode ligar para 0049 7805.9 12 09 02 ou 0049160 9 0533 338

    Curtido por 1 pessoa

  9. Martin disse:

    Boa tarde Back
    Sou o Martin e gostaria de saber como funciona “casamento gay” por aí com estrangeiros..
    Caso me encontre co alguém por aí… [… kkk …]
    Kisses, danker!

    Curtir

  10. Flype der Wikinger disse:

    Tão ridículo tudo isso, pois nossas capacidades não são mensuradas por uma simples entrevista de emprego. É ridículo de pensar que estamos sendo chamados de ignorantes por não responder do jeito que gostam e ainda para ganhar um salário baixo, que como imigrante desesperado por trabalho é obrigado a aceitar. Como se todos os europeus é que fossem espertos e o resto da humanidade idiota. Isso realmente me dá raiva. Ganhava mais de 5000 euros no Brasil(convertendo euro a 4)/mês. Chega um idiota ridículo que nunca teve uma experiência internacional tão forte, e que nunca chegou a produzir nada de importante na vida. Chego para uma entrevista de emprego e sou obrigado a me explicar dos motivos para ter mudado de país. Realmente isso é falta de “capacidade intelectual”.

    Curtir

    • Entrevista clichê com toque de estresse. Realmente…
      Fiz uma recentemente que foi bem técnica e não teve nenhum clichezão assim. Tenta em empresas internacionais mais voltadas para tecnologia, pois elas entendem melhor que “somos um” e não divididos em onde vc nasceu e o que faz aqui e o que quer ser quando crescer.

      Curtir

  11. Mariana disse:

    Olá, meu nome é Mariana e atualmente estou cursando Direito no Brasil. Tenho interesse em trabalhar na Alemanha, mas tenho algumas dúvidas! Tenho descendência alemã (meu bisavô veio da Alemanha), sera que consigo cidadania alemã por este fato? Também falo alemão (que é um pouco arcaico) mas pretendo atualizar. Atualmente trabalho com linha de estética (manicure/pedicure). Meus planos são futuros, daqui uns 7 a 10 anos tentar algo, será que consigo algo com mais facilidade pelo fato do meu bisavô ter nacionalidade alemã? Pelo que sei, há terras que foram deixadas pelo meu bisavô na Alemanha, em Dusseldorf, mas não faço ideia de como requerer estas terras, no Brasil poucos sabem dar este tipo de informação. Se puder me dar uma “luz” ficarei imensamente grata.

    Att. Mariana Braunsburger

    Curtido por 1 pessoa

    • Sim, consegue. Cidadania não é tudo, mas facilita o processo de imigração. Eu vou tentar saber mais sobre cidadania alemã por descendência e estou pensando em abrir uma empresa de consultoria sobre assuntos interculturais Brasil-Alemanha. Por enquanto eu só sei por tempo de moradia e casamento. Seria bom vc entrar em contato com o consulado para perguntar os documentos necessários, pois eu não sei quanto tempo demora para o processo todo. Direito brasileiro não é fácil exercer na Alemanha, eu acho que a área mais difícil para validação de diploma de profissão regulamentada é a de Direito. Vc pode correr atrás disso ou mudar de área como fez. Mas olhe: alemão adora diplomas e principalmente diplomas alemães. Pense nisso se quiser investir numa carreira por exemplo de Kosmetikerin. Quando eu abrir a empresa e entender melhor do assunto cidadania por descendência eu entro em contato com vc! Abraços.

      Curtido por 1 pessoa

    • Boa noite Mariana, a respeito da sua pergunta sobre a cidadania alemã, sim você pode requerera a sua se o sue bisavô veio da Alemanha e este tinha a cidadania Alemã. Se você é nascida depois de 1975 você também pode requerer por parte de mãe. Eu conseguir por parte da minha mãe. Mas, prepare-se para esperar, a minha levou 5 anos. Claro que há casos que são mais rápidos.
      NO site da embaixada da Alemanha no Brasil há informações a respeito e também há o formulário para requerer. Você irá precisar de todos os documentos das sua família, está tudo explicado lá. Eu contratei um agente para fazer esse trabalho, já que no meu caso tinha que garimpar documentos até na Ucrânia…aí já viu.

      Curtido por 2 pessoas

    • elicordeirojr disse:

      Olá Mariana, talvez eu possa te ajudar me mande um e-mail, elicordeirojr@gmail.com . Eu faço buscas de certidões antigas para pessoas que querem tirar cidadania. att. Eli

      Curtir

  12. Isabel disse:

    Realmente eh um balde de agua fria ler esse tipo de coisas mas eh necessario saber que esse lado ruim existe. Somente estando na Alemanha pra entnder a burocracia e a diferenca entre Br e DE. Mas uma vez que estamos competindo com o povo local, as pessoas de origem do pais obviamente tem prioridade entao, temos que estar preparados para receber varios naos na cara ate que venha um sim. Eh esse sentimento que deve ter os refugiados do Haiti em Sao Paulo. Totalmente desacraditados, nao conseguem emprego e tem que ficar vivendo de doacoes e bolsa disso e daquilo. Nossa terra tambem nao facilita para alguns… Uma vez fora de casa, eh isso ai. Obrigado pelo texto. Achei legal.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Isabel! Obrigada por comentar. Na Alemanha tem muito estrangeiro procurando emprego. É como se os cidadãos do Haiti + todos os vizinhos do Brasil procurassem emprego no Brasil. A pessoa realmente tem que se destacar, ter experiência e certificado para ser escolhida entre tantas. Atirar no nada é perigoso para a própria estabilidade financeira e emocional. Abraços!

      Curtir

    • Vielen Dank für Ihre Antwort! Sim para quem tem cidadania, como no meu caso por descendência há todo um procedimento quando se queira voltar a morar na Alemanha. Eu seria no caso um deutscher Rückkehrer…tem os direitos assegurados e tals. Mas eu não quero viver de bolsa disso e daquilo se for viver lá né hehe..Se for, já gostaria de ir preparado. Se for para estudar antes, claro se conseguir financiamento ou auxilio estudo tudo bem…mas ter em caixa algum dinheiro, sempre é bom.
      A respeito das Universidades. Eu tinha uma vaga na UNi Bonn para mestrado em AGricultura sustentável nos trópicos e subtropicos em 2008. Na época eu não tinha condições financeiras para me manter os 2 anos e para tanto não teria como tirar o visto de estudante. A minha cidadania só foi “Festgestellt” agora em 2015…por isso que a possibilidade de ir morar lá ficou mais atraente rsrs
      E tenho uma amiga que fez mestrado e doutorado na alemanha, ela falou a mesma coisa. É óbvio que o nível de exigência é maior na alemanha, haja visto o número de prêmios nobeis que o páis já conquistou, há muita seriedade em tudo o que se faz. E há aquele clichê que diz que o alemão vive para trabalhar, não o contrário como se costume pensar aqui no brasil. Apesar que lendo as materias de jornais alemães dos dias atuais, nota-se que os jovens de hoje também estão mais para a curtição do que as gerações anteriores rsrsr

      Curtido por 1 pessoa

      • Uhum, vc está certo. O alemão jovem valoriza mais férias, não trabalha tanto para por exemplo comprar casa, ele quer mais viajar, liberdade, investir em tecnologia, comprar carro elétrico, etc. mas não deixam de ser muito exigentes e até perfeccionistas e as pessoas são mais individualistas e “na delas”, o que dificulta a nossa integração quando no Brasil estamos acostumados com carinho, abraços e hospitalidade. Mas os princípios morais aqui estão bem acima do brasileiro no meu ponto de vista. Tem que vir com recurso financeiro bom para investir em morar e trabalhar na Alemanha, pois tudo tem seu custo e apesar da Alemanha ser um país com menos desigualdade e muito mais políticas sociais que no Brasil, as coisas não são fáceis de se conseguir e a base de muita bronca e desconfiança da agência de trabalho são liberadas sim bolsas de ajuda social, não sem antes um contrato entre a agência e o desempregado. Já fiz video sobre seguro desemprego e seguro social. E outro sobre agência de empregos. E outro sobre contracheque e outro sobre impostos. Enfim, se quer ter uma vida confortável como no Brasil não tendo que viver de bolsas do governo é bom vir preparado. Outra coisa é a adaptação à cultura e sistema, já que temos sotaque, temos hábitos diferentes, comidas diferentes, cumprimentos diferentes, etc. tem gente que se adapta mais fácil, já outros são infelizes aqui e não se adaptaram de jeito nenhum. Espero que dê tudo certo no seu caso. A gente passa pelo que tem que passar a fim de aprendizado de vida mesmo e, portanto, para ensinarmos à nós mesmos e aos outros e não cometermos os mesmos erros. Abraços

        Curtir

  13. Guten Abend Raquel Carvalho,
    Em relação a brasileiros que possuem cidadania alemã e com nível de alemão C1 e inglês B2 ou C1 , seria uma boa opção tentar fazer uma Ausbildung, ou Dual Studium? Talvez um mestrado na área que é formado? Tipo, começar do zero? Procurar financiamento estudantil, ou ajuda a moradia e etc…

    Curtido por 1 pessoa

    • Sim, alemão é alemão perante as leis, independente de só ter conseguido cidadania muito depois do nascimento. Agora te digo, estudar na Alemanha não é fácil. Provas diferentes, cultura diferente, eu to fazendo pós-graduação na Alemanha e acho tenso. Mas não é impossível! Cidadania e C1 ajudam muito, mas não é certeza, nem fácil. Mas sim, seria uma boa opção. Vai atrás dos seus sonhos com pé no chão que vc chega lá! No YouTube tenho alguns vídeos sobre estudar na Alemanha, matricula na uni, cadastro na Agência de Empregos, impostos, currículo, etc. Bjs

      Curtir

      • Vielen Dank für Ihre Antwort! Sim para quem tem cidadania, como no meu caso por descendência há todo um procedimento quando se queira voltar a morar na Alemanha. Eu seria no caso um deutscher Rückkehrer…tem os direitos assegurados e tals. Mas eu não quero viver de bolsa disso e daquilo se for viver lá né hehe..Se for, já gostaria de ir preparado. Se for para estudar antes, claro se conseguir financiamento ou auxilio estudo tudo bem…mas ter em caixa algum dinheiro, sempre é bom.
        A respeito das Universidades. Eu tinha uma vaga na UNi Bonn para mestrado em AGricultura sustentável nos trópicos e subtropicos em 2008. Na época eu não tinha condições financeiras para me manter os 2 anos e para tanto não teria como tirar o visto de estudante. A minha cidadania só foi “Festgestellt” agora em 2015…por isso que a possibilidade de ir morar lá ficou mais atraente rsrs
        E tenho uma amiga que fez mestrado e doutorado na alemanha, ela falou a mesma coisa. É óbvio que o nível de exigência é maior na alemanha, haja visto o número de prêmios nobeis que o páis já conquistou, há muita seriedade em tudo o que se faz. E há aquele clichê que diz que o alemão vive para trabalhar, não o contrário como se costume pensar aqui no brasil. Apesar que lendo as materias de jornais alemães dos dias atuais, nota-se que os jovens de hoje também estão mais para a curtição do que as gerações anteriores rsrsr

        Curtido por 1 pessoa

  14. Marcos disse:

    Meu nome é Marcos Godoy .
    A razão desta mensagem é sanar algumas dúvidas sobre o trabalho como engenheiro civil na Alemanha.
    No momento eu estou graduando-se nesta área e , depois disso, em dezembro de 2018, eu pretendo começar um programa de mestrado na Alemanha.
    Eu já falei com a universidade em Köln e eu apto para iniciar o programa em 2019 .
    Eu sei que é um pouco mais cedo para isso, mas eu acho que é melhor começar a pesquisar sobre desde agora.
    Corrija-me se estou errado, mas eu procurei sobre isso e descobrir que entre o meu programa de mestrado na Alemanha , eu só pode trabalhar por 20 horas / semana .

    Minhas dúvidas são:

    É possível trabalhar na minha área entre o meu programa de mestrado ?
    Depois que o mestre , eu posso trabalhar como engenheiro civil ? Se sim, como proceder?
    É difícil encontrar um emprego nesta área?

    Desde já , obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

    • Como estudante da uni só pode trabalhar 120 dias integral ou 240 meio período. Vc pode se candidatar para estágios em empresas, inclusive nas férias e para fazer monitorias na universidade.
      Te aconselho a estudar bastante alemão para já chegar aqui falando no final de 2018. Depois de acabar o mestrado vc tem 2 anos (até a o que sei em 2016) para arrumar emprego qualificado na Alemanha para conseguir o Blue Card ou visto de trabalho alemão. Se vai arrumar emprego depende da sua performance. Leia mais alguns textos do meu site (validação de diploma engenharia, aconselhamentos profissionais, trabalho na Alemanha como você responderia?, etc) e caso ainda tenha duvidas podemos marcar um horário na empresinha que vou abrir por Skype para recomendações e sugestões.
      Abraços e bons estudos.

      Curtir

  15. Thais Fontanetti disse:

    Raquel, meu nome é Thaís, tenho a cidadania italiana, residente no Brasil.

    Sou formada em Comércio Exterior, estou no segundo ano de Ciências Contábeis e estou pensando em me mudar com minha filha de 4 anos para a Alemanha.

    Sou fluente em inglês e sou B1 no Alemão.

    As minhas perguntas são as seguintes:
    – a vida de mãe solteira na Alemanha, como é?
    – As escolas são integrais?
    – Quanto tempo você acha que levo para falar Alemão fluente, morando aí?
    – O sistema de saúde é bom? Minha filha tem uma condição genética que se faz necessária transfusão sanguínea uma vez a cada 4 semanas. Eu teria de fazer alguma solicitação para algum órgão público para obter esse tratamento a ela?
    – Como eu conseguiria utilizar esses dois anos de estudos que tenho aqui no Brasil para a continuação dos estudos aí? É viável? Ou seria melhor eu entrar com o meu diploma de Comércio Exterior?
    – Tenho ampla experiencia na área financeira, é mais fácil encontrar empregos aí nessa área?
    – Como cidadã italiana, preciso de algum documento para me mudar para a Alemanha?

    Estou em dúvida se volto para a Inglaterra ou vou para a Alemanha, por isso de minhas perguntas.

    Muito obrigada!

    Thaís

    Curtir

    • Oi Thaís!
      Eu não sei responder a maioria das sua perguntas pq não estudei na escola aqui e não tenho filhos. Pergunte para o canal Alemão Sem Legenda, Marubarby ou Carla Schultz.
      Sobre seu diploma como não é profissão regulamentada não precisa de reconhecimento. É só uma empresa te contratar. No meu blog tem textos sobre trabalho na Alemanha. Se quiser fazer equivalência do seu diploma com curso alemão pelo ZAB para dar mais força para conseguir vaga aqui no blog tbm já expliquei como fazer.
      Alemão fluente depende da pessoa. Alemão nas coxas uns 2 anos.
      Todo tratamento médico grande precisa de passar num médico e ter autorização se quiser que o governo pague. Acho bom esclarecer com seu seguro alemão antes de vir.
      Para estudar na Alemanha pergunte para o International Office da uni onde vc quer estudar. Já fiz 2 vídeos sobre transferência de estudos. Olha no meu canal: backpackingalone.
      Cidadão europeu pode vir morar na Alemanha sem ter que tirar visto.
      Boa sorte!
      Bjao

      Curtir

    • Se eu fosse vc eu tentava do Brasil um emprego na Alemanha, já que vc fala inglês e tem experiência. Dai assim que tivesse o contrato assinado faria a mudança. Chegar aqui sozinha sem salário, sem alemão para trabalho e com filha pequena não deve ser fácil. Não é fácil arrumar baba e creche, pelo
      menos na minha cidade pelo que vejo. A Alemanha também não gosta de liberar bolsa Hartz IV. Olha nos meus vídeos sobre seguro social. Também não é fácil alugar apartamento sem trabalho, comprovar renda com contracheque. Mas a decisão só cabe a você. Bjs

      Curtir

  16. Pingback: Tipos de visto para a Alemanha | Backpackingalone ;Dicas de Intercâmbio – Versão Viver na Alemanha

  17. Pingback: Sites para procurar emprego / trabalho na Alemanha | Backpackingalone ;Dicas de Intercâmbio – Versão Viver na Alemanha

  18. BENEDITO WOLNEY BREY disse:

    BOM DIA, TENHO A SEGUINTE DÚVIDA: SOU BRASILEIRO E CONSEGUI MINHA NACIONALIDADE ALEMÃ. JÁ TENHO MEU PASSAPORTE ALEMÃO. COM ISSO QUAIS MINHAS VANTAGENS PARA CONSEGUIR UM EMPREGO NA ALEMANHA?

    Curtir

  19. Vanessa Cunha disse:

    Olá Raquel.
    Tudo bem?
    Seu texto me tirou várias dúvidas, mas eu ainda gostaria de saber uma coisa.
    Estudo Direito numa universidade federal aqui no Brasil. Eu tenho o certificado de Cambridge em inglês. Quero fazer meu mestrado na Alemanha, mais precisamente em Humboldt-Universität, só que não sei qual das duas escolhas a seguir seria a mais prudente. A primeira opção que eu tenho, e confesso que é a que mais me agrada, é a de, assim que terminar a universidade, tentar ingressar direto no mestrado lá na Alemanha. A questão é que, provavelmente, eu não vou ter grana para me manter por lá. Será que, com o diploma brasileiro, eu acharia algum emprego em terras alemãs apenas para me manter enquanto faço o mestrado? A segunda opção é trabalhar um pouco por aqui, ganhar mais experiência e, só depois, ir. Essa segunda alternativa não me agrada muito porque eu não quero esperar tanto tempo e fazer o meu mestrado depois de velha. Graças as greves de minha universidade, eu já vou me formar com 24 anos e não com 22 como eu esperava. Não tenho condições de esperar mais ainda para fazer o mestrado. O que eu quero na verdade é fazer uma especialização fora para melhorar o meu currículo para quando eu voltar para o Brasil, no entanto, se eu achar algum emprego como professora universitária, advogada ou qualquer outra coisa na área jurídica na Alemanha, nem pretendo voltar. Se estivesse em meu lugar o que você faria? Mestrado assim que saísse da universidade ou demoraria um pouco mais?
    Obrigada pela atenção! Desculpe-me pelo textão!

    Curtir

    • Oi Vanessa, pode ser que sim, pode ser que não. Pelo meu achômetro eu acho extremamente difícil trabalhar usando diploma de direito do Brasil e sem visto de trabalho e sem condições iniciais de se manter sozinha financeiramente em outro país. Tenta fazer o mestrado, entra em contato com a Internacional Office da universidade. Não sei se vc quer mesmo que eu seja sincera… mas direito é o curso mais difícil para reconhecer e trabalhar em outro país que não é o país do curso onde se estudou direito. Eu no seu lugar faria outro curso ou tentaria entrar numa empresa multinacional que aceitasse meu diploma. Aqui uns links úteis para reconhecimento: https://backpackingalone.wordpress.com/2014/05/30/reconhecimento-de-diploma-na-alemanha-anerkenung-in-deutschland/ e para imigração para a Alemanha: https://www.youtube.com/watch?v=SnN7z8B6634 e https://www.youtube.com/watch?v=lDhrdZqB0MA

      Curtir

    • LBellezia disse:

      Eu sou estudante de DIreito da UFMG, morei na Alemanha por 1 ano fazendo intercâmbio e tenho as mesmas vontades que você. Mas sobre o emprego, 1) tenta juntar dinheiro para você ter como se manter por lá 2) vá falando alemão, pois assim você pode trabalhar numa sorveteria (por exemplo), um emprego que vai pagar pouco (uns 400 euros) mas já é uma ajuda. Procure as universidades que oferecem o mestrado que você quer e entre em contato, os custos com a Uni em si é o menor do seus problemas (há sim mestrados com taxas de 14 mil euros mas há também aquelas de 200 euros por semestre). Minha mãe quem pagou meu intercâmbio e eu gastava cerca de 600 euros por mês fazendo viagens… por isso, procure uma cidade barata (não vá para Munique, por exemplo, ou Dresden, são cidades caras). Lá na Alemanha você pode conseguir emprego, após ter seu diploma reconhecido e validade e também tendo feito mestrado como assistente jurídica. Advogar realmente não é uma opção, somente se você estiver interessada em fazer a prova (tal como a nossa OAB) de lá (em alemão kkkkkkk). Não se deixe desmotivar, o que te digo aqui é resultado de experiência minha lá na Alemanha e em conversas que tive com meus professores de lá. Eu pretendo ir pra lá quando me graduar aqui nas terras tupiniquins, tenho direito a cidadania italiana e irei requerê-la na Itália, ainda que não seja a solução dos problemas, é uma grande ajuda… procura saber se vc tem direito tb. Ademais, na pior das hipóteses, faça uma nova graduação na Alemanha em Direito também (para isso, fale alemão). Não se deixe desanimar e nem mude de curso (haja vista que imigrar pra Alemanha não quer dizer que você necessariamente NUNCA retornará ao Brasil).

      Curtir

    • LBellezia disse:

      aaah, antes que eu me esqueça, sobre fazer uma nova graduação na Alemanha: se não me engano nosso ensino médio não “bate” com o alemão e por isso acho que tem de se fazer mais um ano lá… não sei bem como funciona isso, provavelmente a Raquel saberá informar melhor, mas como disse, não desista, oportunidades são várias só dependem do nosso esforço

      Curtir

      • Como a Bellezia falou: não é fácil, mas não é impossível. Primeiramente tem que ter permissão de trabalho ou visto e ter dinheiro para se bancar. Segundamente força de vontade e um pouco de sorte também ajuda. Sobre fazer outro curso tem que mandar os documentos pra a universidade ou uni-assist ou hochschulstart. Pode ser que peçam para fazer o quarto ano do ensino médio chamado Studienkolleg. Bjs

        Curtir

  20. Vania Beatriz disse:

    Oi Raquel, tudo bem?!
    Meu marido é cidadão europeu e eu sei que posso trabalhar aí, mas eu tenho uma dúvida, será que vc sabe me responder?
    Eu saí da faculdade aqui, então não tenho formação. Trabalhava como produtora de moda e agora com marketing digital -vou continuar trabalhando remoto, mas gostaria de procurar uns empregos mais básicos como cleaner, para complementar a minha renda enquanto procuro alguma formação profissional. Gostaria de saber se existe alguma exigência além do alemão, alguma comprovação de experiência e etc para esse nível de trabalho.
    Obrigada!!! 😀

    Curtido por 1 pessoa

  21. Felipe disse:

    Olá

    Eu tenho uma dúvida

    Tem como uma pessoa só com o ensino médio e sem nenhum parentesco com alemão conseguir emprego legalmente aí ?

    Sei falar inglês e o básico de alemão

    Curtido por 1 pessoa

  22. Estífane disse:

    Olá Raquel,

    Eu ando muito desmotivada aqui no Brasil e mesmo após toda leitura penso que não há muita opção atualmente aqui pra mim.
    Sou recém formada em Administração, e tenho uma prima que é casada com alemão e mora a 20 anos na Alemanha.
    Pretendo ir o mais rápido possível.
    Estou um pouco perdida pois ainda não consegui achar pela internet, nenhum curso ou empresa que pudesse me auxiliar nessa transição para lá.. com um futuro visto de trabalho ou de estudante. Eu iria realmente com o visto de turismo tentar algo lá.
    você acha realmente muito arriscado? Não sou fluente em ingles, entendo bem e me comunico razoavelmente bem e tenho conhecimento nenhum de alemão..
    Minha prima me abrigaria e talvez eu trabalhe com ela na sua empresa mas seria algo temporário.. gostaria de algo ou na minha área ou similar.. ou fazer algum curso que agregasse.. que vc acha?
    Outra pergunta, para me manter lá eu precisaria de quanto por mês?
    – Levar um minimo de quanto daqui?
    – para estudante, é um valor especifico ne? Consigo indo nas universidades lá, infos e possivel admissão no proximo semestre?
    – trabalho? eu preciso de toda documentação pronta lá pra tentar algo?

    Muito obrigada desde já!

    Curtir

    • Oi! Eu faço consultoria online se precisar. Olha na parte de contatos do meu blog. Acho seu caso bem arriscado: recém formada, sem inglês fluente, sem alemão. Como turista vc não pode trabalhar na Alemanha. Vc poderia ir para aprender alemão. A recomendação do consulado é em torno de 600€/mês, mas depende da cidade. Fazer seguro-saúde! A melhor opção seria vc fazer curso de inglês e de alemão e pegar visto de estudante de idioma e para isso sua prima teria que ser sua responsável financeira. Abraços!

      Curtir

    • Leia o post aqui no blog sobre tipos de vistos para a Alemanha. Talvez o Vorbereitungskurs seja uma opção para vc, ele é para quem quer fazer mestrado mas ainda precisa aprender alemão. Levar diploma universitário e histórico traduzido juramentado.

      Curtir

  23. Publisch disse:

    Eu sei que conseguir emprego não ta nada fácil para ninguem
    eu usei uma técnica que adquiri pela internet e em 40 dias cravados
    marquei duas entrevistas ainda bem que correu tudo bem! hoje to empregada
    não é o melhor salário do mundo mas ta valendo!
    Quem quiser eu recomendo! http://www.aceleradordeempregos.com.br/

    Curtir

  24. Carolina Rocha disse:

    Olá, Raquel!
    Estou no sexto período de Letras-Português e meu marido no segundo de Engenharia Civil. Temos um inglês muito bom. Conseguimos conversar, ler e compreender, mas zero de alemão. Poderíamos conseguir algo na Alemanha? Eu conseguiria um emprego para lecionar português para estrangeiros ou preciso ter o diploma? É difícil meu marido arrumar um estágio na área dele?

    Curtir

  25. Kelly disse:

    Oi, Raquel! Muito bons os esclarecimentos. Bom, tenho uma dúvida, sou formada em Direito (que você já disse ser o curso mais difícil de todos) e administração. O diploma de administração eu teria que validar? Dá para conseguir um emprego na área? Danke

    Curtir

    • Ou Kelly! Administração não precisa validar/reconhecer em Conselho Regional, apenas convencer o seu futuro empregador. O que vc pode pedir é a equivalência na ZAB ou em alguma Universidade para mostrar o documento e ajudar na hora de convencer a te contratarem qnd perguntarem se seu diploma eqüivale a um alemão. Bjs

      Curtir

  26. Mari Batista disse:

    Olá Raquel,sou Mari e stou passando por um caso muito complicado.Namoro um italiano que mora e trabalha na Alemanha há 42 anos .Agora ele quer que eu vá morar com ele,será que isso eh possivel??
    Ele já foi casado com uma alemã e tem dois filhos tbm.
    Gostaria de saber quais minhas reais possibilidades,mim responda por favor.

    Curtir

  27. Klaus disse:

    Olá. Sou contador formado no Brasil. Sabe me dizer se é possível validar diploma na Alemanha e se há boas oportunidades nessa área ? Grato.

    Curtir

  28. Luís Filipe Escobar disse:

    Olá Raquel, queria saber o seguinte, eu posso ir pra Alemanha atrás de emprego no período do meu visto como turista(3 meses) ? Eu estava indo pq na minha área( Desenvolvedor web) tem muitas vagas,apesar de ser recém-formado.
    Estou estudando bastante para deixar meu conhecimentos no nível que as vagas exigem e acredito que eu consigo sim, mesmo não tendo vaga experiencia na área.
    Depois de ver esse tipo de visto que vc mencionou fiquei um pouco preocupado. É obrigatório ter esse visto pra ir fazer entrevistas de emprego na Alemanha ?

    Curtir

  29. Luiz Nitsche disse:

    Ola Raquel Carvalho,

    Sou descendente de alemão (paterno) e tenho cidadania Italiana pelo lado materno.
    Não tenho nível superior (parei no último ano de faculdade) mas, tenho vários cursos e certificações internacionais na área de TI.
    Atuo há muitos anos em segurança de informação, redes e infraestrutura, será que terei muita dificuldade para conseguir uma vaga?
    Como cidadão Italiano preciso de alguma autorização para pedir residência ou candidatar a um emprego?
    Com 30.000 euros eu consigo me manter por quanto tempo?

    grato

    Curtir

  30. Ana Paula disse:

    Oi Raquel tudo bem?Desde que comecei a pesquisar sobre brasileiros vivendo na Alemanha e encontrei seu canal virei fã de carteirinha!!Adoro voçê e agradeço pelo tempo que dedica a ajudar outras pessoas.Obrigada! Te acho muito linda e uma querida.

    Enfim minha dúvida é com relação a professores de creche.Pelo que tenho lido á respeito é uma área que tem grande demanda uma vez uma vez que os jovens alemães não se interessam tanto pela carreira.O diploma de pedagogia não é válido por aí pelo que entendi para seguir carreira teria que fazer um curso técnico creio com duração de 2 a 3 anos.Queria saber mais sobre essa área e se essas informações procedem mesmo?

    Se sim como proceder para fazer esse curso?Aplico para um visto para esse curso especifico ou seja dando a entender que quero trabalhar como professora e fazer o curso de cara ou ir com visto de estudante sei la e tentar me informar melhor por ai?O que voçê acha?Conhece alguém que conseguiu emprego na área?Existe essa possibilidade de fato de conseguir ficar legalmente na Alemanha fazendo esse curso e depois me tornar professora se assim desejar ou isso está longe da realidade e só gastaria tempo e dinheiro?

    Só pra constar eu sou solteira, sem filhos.Tenho 31 anos e apesar da idade só comecei a cursar uma faculdade há pouco tempo.Me formo em 2019 e estarei com 34 anos!Não sei se isso influência em algo na área por aí.Aqui no Brasil não mas aí já não sei.Falo inglês fluente e vou iniciar os estudos no alemão para estar num nível intermediário até a viagem.Pretendo continuar os estudos no idioma uma vez que estiver aí.Tenho experiência como professora infantil.

    Enfim, escrevo muito rsrsrs e me desculpo por isso.Se puder me ajudar com qualquer coisa fico muito grata querida.Te desejo toda a sorte do mundo.Muita luz e sucesso sempre!!!!
    Beijos.

    Curtir

  31. Mauricio disse:

    Raquel, li todo o seu post e todos os comentários, nunca vi um blog em que alguém falasse TOTALMENTE A VERDADE NUA E CRUA, 90% diz que é somente flores e quando tu chega no lugar, é tarde demais!

    Eu li a respeito de cursos profissionalizantes na Alemanha, você tem informações ou algum link a respeito disso?

    Muito obrigado e parabéns pelo texto!

    Curtir

  32. mauhoff disse:

    Raquel, li todo o seu post e todos os comentários, nunca vi um blog em que alguém falasse TOTALMENTE A VERDADE NUA E CRUA, 90% diz que é somente flores e quando tu chega no lugar, é tarde demais!

    Eu li a respeito de cursos profissionalizantes na Alemanha, você tem informações ou algum link a respeito disso?

    Muito obrigado e parabéns pelo texto!

    Curtir

  33. Bruno Lima disse:

    Bom dia Pessoal,
    Li muito sobre profissões em falta na Alemanha, e como acabei de me formar em Engenharia de Produção, surgiu o interesse de tentar seguir carreira na Alemanha. Me formei a 6 meses, já falo alemão (B2) e inglês avançado (bom conversação pois estudei em colégio alemão e já fiz intercambio pra la). Será que existe chance de conseguir alguma coisa por lá? Terei que fazer algum tipo de adaptação? Também sou técnico em Administração e trabalho com finanças a anos, isso também conta? Se houver alguém que passou por isso, poderia me dar algumas dicas?

    Obrigadão pessoal!!

    Curtir

  34. Gabriel disse:

    Boa noite Raquel:

    Sou brasileiro com dupla nacionalidade portuguesa. Sou formado em odontologia, ciências contábeis e licenciatura em Matemática.. Minha mulher é professora de biologia. Estou pensando em mudar para Alemanha. Qual seria o tipo de visto que teria que obter para trabalhar, eu e minha mulher.
    Gabriel

    Curtir

  35. Amilton Agra de Brito disse:

    Sou eletricista residencial,mais nao falo alemão,tenho chances na Alemanha,há tenho nacionalidade Portuguesa.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s